browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

WRC – Rally da Argentina 2015: Um Rally para se esquecer.

Posted by on 26/04/2015

Sem duvidas essa foi uma das piores coberturas ao vivo já disponibilizada pela organizadora do evento (WRC), simplesmente trechos ínfimos da prova foram cobertos, acidentes, ocorrências colossais e toda sorte de informações substanciais foram acompanhadas por imagens de celular e etc. Apesar de não oficial, existe uma grande especulação que se deva simplesmente a infraestrutura disponível, organização e etc. Enfim, basicamente conteúdo ao vivo disponibilizado, resumidamente, apenas na abertura e na Super Special final. Alem disso o levantamento do terreno, suas condições e até mesmo isolamento do publico, muito deficitário. Enfim, certamente o publico argentino fanático por carros e corridas em geral, mereciam um espetáculo mais refinado, mas se isso não foi possível, mesmo assim não abriram mão de acompanhar algo que amam que é o automobilismo.

Mas nem tudo foi tristeza!! Primeiro porque os argentinos compareceram em massa e devem estar felizes cuspindo tijolos até agora e segundo porque Kris Meeke finalmente vence pela 1ª vez no WRC e dedica o feito a Colin McRae, com isso a Citroën alcançou uma dobradinha na Argentina com Mads Ostberg terminando na 2ª posição e o britânico Elfin Evans (Ford Fiesta RS WRC) completando o pódio da prova que se encerrou neste domingo (26/04). Vale lembrar que para Meeke o ano havia começado muito mal, com três acidentes nas três etapas anteriores, resultando numa 11ª colocação na tabela de pilotos até a chegada na Argentina.

Elfin Evans / Daniel Barrit (Ford Fiesta RS WRC)

A equipe M-Sport, representante da Ford, também comemorou o resultado, seu primeiro pódio na temporada e primeiro pódio de Elfyn Evans. Logicamente que alguma coisa “diferenciou” os resultados dessa corrida com as 3 anteriores, sim senhores tanto Volkswagen quanto Hyundai, sofreram, muito.

Acidente com o Hyundai #20 de Hayden Paddon no Rali da Argentina

A prova foi marcada por um grande número de quebras e um acidente com o Hyundai i20 WRC de Hayden Paddon, que saiu da pista na SS9 disputada no sábado e acabou atingindo seis expectadores, provocando a interrupção da especial para que a organização procedesse com o socorro das vítimas, todas já medicadas e fora de perigo no hospital.

No caso de Sebastien Ogier a unica coisa que pode levar de bom dessa etapa foi sua unica vitoria na SS Final, Powerstage, garantindo com isso 3 pontinhos adicionais. Ogier, atual líder da temporada, assumiu a primeira colocação da prova ao vencer a primeira especial disputada na noite de quinta-feira. Mas a felicidade durou apenas uma noite. Já no início da sexta-feira os dramas da equipe alemã começaram, quando o bicampeão mundial estacionou seu carro antes de finalizar o primeiro trecho cronometrado, com problemas no sistema de alimentação de combustível.

Mais tarde foi a vez do norueguês Andreas Mikkelsen abandonar a prova devido a quebra da suspensão traseira de seu Polo, resultado de uma saída da pista. Coube então ao finlandês Jari-Matti Latvala defender a invencibilidade do time que estava prestes a conquistar sua oitava vitória consecutiva. Latvala assumiu a segunda colocação no final da sexta-feira, mas acabou perdendo a posição para Ostberg no sábado e neste domingo também abandonou com problemas no sistema de alimentação de combustível.

Classificação final do Rally da Argentina:
1. K. Meeke / P. Nagle (Citroën DS3 WRC) 3:41:44.9
2. M. Ostberg / J. Andersson (Citroën DS3 WRC) +18.1
3. E. Evans / D. Barritt (Ford Fiesta RS WRC) +3.27.4
4. M. Prokop / J. Tomanek (Ford Fiesta RS WRC) +6:26.1
5. D. Sordo / M. Martí (Hyundai i20 WRC) +10:46.7
6. K. Al Qassimi / C. Patterson (Citroën DS3 WRC) +11:19.9
7. A. Al-Kuwari / M. Clarke (Ford Fiesta RRC) +16:02.6
8. D. Dominguez / E. Galindo (Ford Fiesta R5) +18:48.2
9. G. Saba / D. Cagnotti (Skoda Fabia S2000) +21:20.6
10. F. Villagra / D. Curletto (Ford Fiesta S2000) +25:19.6

Fontes: WRC.COM / ESPN.

Deixe uma resposta