browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Campeonato Estadual de Rally de Regularidade 2018 – Rodada dupla, 2 a 4 de Novembro.

Posted by on 23/10/2018

folder maria madalena

Está chegando um momento singular no campeonato de regularidade do Rio de Janeiro e ele já tem hora, local e razão. Definir o campeonato quase que de maneira irreversível. E atenção, o negocio parece que vai pegar tanto que até curso de navegação incluso tem e como vocês sabem, não existe almoço grátis.

Maria Madalena é quase como um Santo Graal do mundo Offroad.

Maria Madalena é quase como um Santo Graal do mundo Offroad.

Apesar de um começo primoroso da temporada de 2018 nos desafiadores traçados de MARICÁ/RJ, o Campeonato Estadual de Rally de Regularidade do Rio de Janeiro 2018 não descansou e infligiu aos seus competidores uma dificuldade ainda maior nas etapas seguintes que rolaram em ITAIPAVA/RJ e SÃO PEDRO DA ALDEIA/RJ, sendo essa considerada inclusive um exagero seja em navegação, seja em traçado e desafios a carros e pilotos.

Mesmo carros com Lift e pneu mud encontraram desafios em São Pedro da Aldeia/RJ

Mesmo carros com Lift e pneu mud encontraram desafios em São Pedro da Aldeia/RJ

São Pedro da Aldeia foi um verdadeiro teste para pilotos e navegadores, um mar de balaios e pegadinhas diversas além de certamente um traçado digno de algumas trilhas leves, com a diferença de que cada segundo analisando o obstáculo representava largos passos para fora do pódio. Quanto ao campeonato, seu formato com duas provas por dia e quatro descartes obrigatórios ao final das doze provas do ano, praticamente reduz todo esse esforço para próximo ao ZERO e manter o ritmo é mais do que uma questão de honra e sim de sobrevivência no certame.

Ninguém tem sido poupado e a cada prova o nível de dificuldade aumenta ainda mais.

Ninguém tem sido poupado e a cada prova o nível de dificuldade aumenta ainda mais.

A questão de descarte, continua sendo algo controverso no campeonato, mas Eduardo da Hora capitaneando os esforços e comprometimentos por meio da TROVÃO VERDE, organizadora do rally é enfático: “Vamos manter as regras”, apesar de admitir que de fato mudanças serão feitas para 2019 buscando valorizar as equipes que se empenham em comparecer a todas as etapas. Abaixo, uma rápida análise pode ajudar ao leitor compreender o que vem ocorrendo.

Impressionantes paredões de pedra norteiam um trecho da 4º e 5º etapa do Carioca de Regularidade

Impressionantes paredões de pedra norteiam um trecho da 4º e 5º etapa do Carioca de Regularidade

Seja por terra, seja por "mar" a galera da Graduados esta disputando para valer o direito ao lugar mais alto do pódio.

Seja por terra, seja por “mar” a galera da Graduados esta disputando para valer o direito ao lugar mais alto do pódio.

Na categoria GRADUADOS Marcus Castelan e sua navegadora Roberta Castelan lideram enquanto Bruno Calixto e Paulo Manso ocupam a segunda posição com 31 pontos de diferença da primeira colocação seguidos por Luis Sono e Rosimere Dias em terceiro lugar afastados 38 pontos da segunda colocação. Aplicados os descartes obrigatórios (os quatro piores resultados são descartados), considerando que todas as provas serão realizadas, Marcus Castelan e Roberta Castelan que antes teriam uma vantagem de 31 pontos, literalmente EMPATAM com Bruno Calixto e Paulo Manso!! Os 31 pontos simplesmente explodiram junto com a diferença de Luis Sono e Rosimere dias que de 38 pontos passam apenas para 3 PONTOS para o PRIMEIRO LUGAR!!!

O bicho esta pegando em praticamente todas as categorias, incluindo a consagrada Turismo.

O bicho esta pegando em praticamente todas as categorias, incluindo a consagrada Turismo.

Na categoria TURISMO as duplas Paulo Guerra e Claudio Nicolau de 101 pontos passam com o descarte para 37 pontos, Bruno Soligo e Eduardo Meireles para 30 pontos sendo superado por Carlos Carvalho e Leandro Pereira com 40 pontos. Resumidamente, aplicando os descartes, apenas para fins de comparação, considerando todas as provas até o final do ano o segundo lugar foi superado pelo terceiro apesar de ter corrido todas as provas e seu colega competidor não. Mas regras são regras e não termina por ai.

Uma quantidade progressiva de balaios/pegadinhas deixam as provas na medida para testar os nervos dos competidores

Uma quantidade progressiva de balaios/pegadinhas deixam as provas na medida para testar os nervos dos competidores, mesmo na turismo light que vem repetindo o mesmo traçado das categorias superiores apenas com o diferencial da média de velocidade

A TURISMO LIGHT sem dúvida se mostrou ao longo do período uma das mais disputadas categorias e também está sujeita a benção e maldição dos descartes. André Souza e Pedro Souza de 79 pontos vão para 35 pontos, acompanhados por Marcus Casagrande e Rodrigo Mendonça de 55 para 37 pontos (e que passam para o primeiro lugar!), logo depois Reinaldo Cardoso e Cesar Junior que de 50 pontos passam para 34 pontos, ficando apenas 3 pontos do primeiro colocado!!

"Hail to the king!" - Alexandre Mello e Eric Guedes simplesmente não dão trégua e ocupam o lugar mais alto do pódio em todas as provas realizadas até o momento.

“Hail to the king!” – Alexandre Mello e Eric Guedes simplesmente não dão trégua e ocupam o lugar mais alto do pódio em todas as provas realizadas até o momento.

Por último a UNIVERSITÁRIOS vem flambando no mais puro conhaque as ambições dos competidores. Na última prova realizada, etapa de São Pedro de Aldeia, Alexandre Faria e Eric Guedes tiveram severos problemas ao longo da prova, com direito a quase perderem o para-choque traseiro de seu bólido, além de uma pane elétrica após a premiação que garantiam ao valente Jeep Renegade o lugar mais alto do reboque, mesmo assim mantiveram heroicamente a regularidade de campeões em todas as etapas totalizando expressivos 111 pontos sem contabilizar o descarte e 13 pontos de distância da dupla Marcio Glielmo e Gabriel Petruccelli com 98 pontos na segunda colocação, com sabor de vitória já que também tiveram problemas em seu audacioso Buggy Emis com direito a perder roda traseira e comer literalmente muita, mas muita lama já que apesar de valente o Buggy não faz muita cerimonia de compartilhar um pouco do terreno com os passageiros, tem que ter raça!

"A cabeça do rei em uma bandeja de prata!" - Marcio e Gabriel buscam implacavelmente baixar a guilhotina na sequencia de vitorias de Alexandre e Eric.

“A cabeça do rei em uma bandeja de prata!” – Marcio e Gabriel buscam implacavelmente baixar a guilhotina na sequencia de vitorias de Alexandre e Eric.

Claudio Costa e Fabio Costa em terceiro com 93 pontos e outro bólido tração traseira representando os “Air Cooled” em um charmoso Baja. Não bastasse a pontuação estreita, adicionando o descarte temos em primeiro Alexandre e Eric com 40 pontos, Marcio e Gabriel com 40 pontos e Claudio e Fabio com 37 pontos!! A diferença entre a primeira colocação e a terceira é de apenas 3 míseros pontos.

Lembrando que tudo isso é um “instantâneo” da pontuação, não se pode prever o que irá rolar nas etapas seguintes, porem, demonstra o quanto importante serão as 4º e 5º etapas do campeonato.

E com isso chegamos novamente ao ponto! Um campeonato inteiro convergindo nas cidades de Santa Maria Madalena e Trajano de Morais em uma rodada dupla, dois dias, totalizando quatro provas e um absurdo de possibilidades. Eduardo da Hora parece não se conter quanto ao objetivo de trazer ao Carioca de Regularidade um portfólio infindável de desafios, muito além do que a simples navegação, mas uma experiência completa que envolve inclusive logística e disponibilidade para competir.

Do centro do Rio de Janeiro até Santa Maria Madalena são aproximadamente 260 quilômetros com uma previsão de 3 horas e 40 minutos. A largada será em Maria Madalena e a chegada na cidade vizinha Trajano de Morais que fica a 30 quilômetros de distância, sendo que no domingo as coisas se invertem entre largada e chegada, partida em Trajano e chegada em Maria Madalena. O traçado é desconhecido, como todas as provas, mas notícias do front indicam uma prova “curta” com o objetivo de liberar os competidores para conhecer as cidades porem com um traçado que requer cuidado e atenção como em qualquer prova de regularidade, apesar de ser rico em belezas naturais.

O CAMPEONATO COMEÇA AGORA!

Confira os resultados, agendas e como se inscrever em https://www.rallycarioca.com.br

Deixe uma resposta