browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

WRC RALLY ARGENTINA 2017: Thierry Neuville mais uma vez arrisca tudo e consegue uma das vitórias mais apertadas da história do WRC.

Posted by on 02/05/2017

Dessa vez, funcionou.

Após arriscar todas as fichas e acabar colocando tudo a perder como ocorreu em Monte Carlo e Suécia aonde literalmente jogou a liderança fora por erros absurdamente simples mas com danos que o impediram de prosseguir, passar por uma renovação no México conseguindo conquistar o terceiro lugar e afastar o fantasma de não ter terminado nenhuma prova no ano e reverter definitivamente o quadro do início do ano vencendo na França, Thierry Neuville, crava sua segunda vitória consecutiva a bordo do Hyundai i20 na Argentina.

O valor dessa vitória? Incalculável. Thierry Neuville superou o mais que merecedor Elfyn Evans por apenas 0.7 segundos ao vivo no Power Stage para delírio de todos os fãs, seja de Neuville, Evans ou mesmo qualquer outro dos grandes pilotos, ninguém fica indiferente em uma vitória de 0.7 segundos, ao vivo, no powerstage. Histórico.

O quarto e último dia do rally começou com uma diferença de 11.5 segundos de Neuville para Evans. Entretanto um ataque intenso de Neuville aliado com problemas de freio no bólido de Evans fizeram essa diferença cair para apenas 0.6 segundo. Todos os dois pilotos mantiveram cautela no trajeto rochoso e com muita poeira apesar da tensão de estar a menos de um segundo da vitória e (ou) derrota, mas o destino rolou os dados e o Ford Fiesta de Evans encontrou uma ponte que selou seu destino.
De acordo com Neuville, ver o fracasso de Evans em concluir o excelente trabalho não foi fácil, entretanto salientou que: “Eu dei tudo o que eu podia, mas não tinha mais pneus simplesmente porque já estava a dois estágios anteriores forçando o máximo”.

Evans, visivelmente abalado ao ser superado por Neuville: “Devastado por perder por uma margem tão pequena”

Enquanto isso um emotivo Evans declara estar arrasado por perder por uma margem tão pequena após tanta luta, mas que a colisão da ponte, aliada a outros detalhes fizeram a diferença. De qualquer forma, complementa que isso faz parte de seu aprendizado e formação como piloto. Mas nem só de Evans e Neuville se tratou o WRC Argentina 2017, um circuito completo de rochas e bem desafiador tornou a simples missão de completar a prova sem incidentes uma façanha digna de mérito. Ott Tanak pode não ter vencido, mas sua estratégia de se manter calmo e limitado na performance para se proteger de acidentes e problemas mecânicos se provou eficaz, completando a prova em terceiro com outro Ford Fiesta atrás de Evans por 29.2 segundos.

Ogier que começou quente o campeonato com direito a gostinho de revanche após a Volkswagen o deixar sem emprego no fim da temporada de 2016 (Após cravar 4 campeonatos seguidos) esfriou um pouco mas ainda assim em quarto garantiu sua liderança no campeonato e aumentou um pouco mais a diferença para o segundo colocado em 16 pontos faltando ainda 13 rodadas. Jari-Matti Latvala foi o que deu mais pressão em Evans no início do certame, mas o tempo passou e seu Toyota Yaris levou o finlandês até a chegada em quinto lugar. Hayden Paddon não teve moleza com sua direção hidráulica e não conseguiu repetir seu feito do ano passado, ao vencer o WRC Argentina, ficando em sexto lugar. Logo após, Juho Hänninen, Dani Sordo, Mads Østberg e o vencedor do WRC 2 Pontus Tidemand completam as dez primeiras posições.

RESULTADOS ARGENTINA 2017

A sexta rodada do WRC 2017 será realizada em Matosinhos, Portugal entre os dias 18 a 21 de Maio de 2017.

Deixe uma resposta